segunda-feira, outubro 17, 2005

Muitas vezes pensei que a ignorância era o estado mais feliz para qualquer ser humano. Não me enganei: não se pode desejar o que não se sabe que existe!

3 Comments:

Blogger PmA disse...

Mesmo não sabendo o quê, há sempre um bichinho cá dentro a querer mais e mais...
;)

8:35 da manhã  
Blogger sónia disse...

pois é...por isso não conseguimos ser felizes nunca...

6:00 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Bem dito!


patrimoninos.blog.com

2:01 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home